terça-feira, 10 de agosto de 2010

Tranquilidade


Convidas-me a ficar. Tenho mil e um afazeres à minha espera, mas ignoro o sentido da responsabilidade, num claro desafio ao dever. Deixo-me ficar. Invade-me uma deliciosa sensação de tranquilidade e esqueço tudo o resto. Tomo como uma dádiva estes momentos, em que me encontro em perfeita harmonia com a Natureza.

Este post foi publicado em simultâneo neste blog e em http://esposendeimagens.blogspot.com/

Texto – Alda Viana
Fotografia – João Octávio Meira

Sem comentários:

Enviar um comentário