segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Sufoco

O rosto sereno não denuncia o turbilhão interior que a queima como ferro em brasa. Uma serenidade ensaiada, tão falsa quanto a simpatia fingida que lhe é oferecida. Finge tão dolorosamente que a dor chega a ser física.  O coração que era grande anda cada vez mais apertado.

Sem comentários:

Enviar um comentário