quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Dor

A dor está só adormecida. Não desapareceu. Não te abandona ainda que a tentes fintar fingindo uma felicidade que mais não é do que a couraça que vestes para tua defesa. Ela está lá. Tu sentes que te acompanha. Pesa-te. Dói. É a tua dor. És tu que a carregas.


Sem comentários:

Enviar um comentário