quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Vivo em ti

Trazes no olhar os dias e as noites em que a minha ausência te doeu. Carregas a saudade dos abraços onde encontravas a bonança. Vives uma vida que não é tua ainda que te pertença. Permaneces no passado mesmo a viver o presente. Sei que vivo em ti. Sei que sim. Sei que por mais dias, meses, anos que passem se avivam as recordações ao invés de se diluírem. Seguiste o teu caminho, porém levaste-me contigo.

Sem comentários:

Enviar um comentário