quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Coisas do Amor


Foi por causa do frio. Foi por causa do frio que ele lhe disse que o nariz dela parecia o do batatoon. A comparação não lhe agradou e ela logo pensou nas palavras que alguém lhe dissera em vésperas de dar o nó: com o casamento vai-se o romantismo. Na altura não deu importância, mas ao ver-se confrontada com tão desagradável comparação não pôde evitar recordar o fatídico veredicto. Na realidade, o companheiro poderia tão somente estar a brincar e a observação nada ter tido de intencional e ter sido até reflexo do carinho que nutre por aquela com quem resolveu partilhar, quiçá, o resto dos seus dias. Terá sido a mente feminina, quase sempre demasiado apressada a tirar conclusões, que empolou a questão, que fez uma interpretação depreciativa de tais palavras, porventura inocentes.
O sorriso com que partilhou o episódio deixou perceber que este não seria caso para deixar arrefecer o Amor, muito embora a sensibilidade feminina tivesse sido beliscada.

Sem comentários:

Enviar um comentário