terça-feira, 29 de março de 2011

Na memória dos afectos


Na memória dos afectos encontro o conforto que aconchega a alma quando o vazio se instala e a solidão se faz presente. São preciosidades envoltas em deliciosa ternura que aquecem o coração.

Na memória dos afectos encontro pedaços de vida onde o amor e a amizade deixaram a sua marca indelével tornando inesquecíveis esses instantes. Recordo pessoas que foram e serão sempre especiais pela luz e alegria que trouxeram à minha vida.

Na memória dos afectos encontro o rumo que dá sentido à vida quando as incertezas se fazem maiores do que as garantias. É a jóia que aponta a esperança e assegura a lucidez e o discernimento para os passos que hão-de seguir-se.

Na memória dos afectos encontro lugares onde fui feliz e onde regresso para me perder e encontrar nesse mundo de recordações. É o condimento que dá sabor aos dias e o rastilho que torna mais forte a chama da vida.

Sem comentários:

Enviar um comentário