sexta-feira, 19 de março de 2010

Ocaso

O ocaso em todo o seu esplendor
Íntimos, o rio e o mar em mais uma lenta despedida de um dia que se desvanece
Instantes de puro deleite e encanto
Beleza serena e portentosa
O Cávado e o Oceano como que se aquietam para consentir que o sol se oculte, desaparecendo de mansinho, quase como que por magia
Sublime esse brilho reflectido na água formando um imenso espelho que arte e mestria de artista algum conseguem igualar
Ao contemplar tamanho espectáculo segreda meu coração que beleza tamanha não há como o pôr-do-sol em Esposende

Este post foi publicado em simultâneo neste blog e em http://esposendeimagens.blogspot.com/

Fotografia - João Octávio Meira
Texto - Alda Viana

Sem comentários:

Enviar um comentário