sexta-feira, 30 de abril de 2010

Trazes-me agarrado a ti...

Oferecida, sem pudor, ao meu olhar, envolves-me na tua sedução e eu deixo-me arrebatar. Rendido, quedo-me a olhar-te, alheio aos ponteiros do relógio. Tens esse dom de me prender, de me trazer agarrado a ti, de me envolver nessa esfera de enlevo. Faço-me pequenino com receio de esbarrar na tua grandiosidade travestida de serenidade. Deixo-me ficar por aqui, alheio ao mundo, desfiando horas, porque me trazes agarrado a ti.

Este post foi publicado em simultâneo neste blog e em http://esposendeimagens.blogspot.com/

Texto - Alda Viana
Fotografia - João Octávio Meira

Sem comentários:

Enviar um comentário